Bom gerente de produto, mau gerente de produto – por Ben Horowitz

Bom gerente de produto, mau gerente de produto – por Ben Horowitz

Vi que ainda não havia uma tradução para um dos meus textos preferidos do Ben Horowitz. Tomei a liberdade de frisar e adaptar alguns termos para dar mais fluidez ao conteúdo.

O bom gerente de produto conhece o mercado, o produto, a linha de produtos e a concorrência extremamente bem. Opera a partir de uma sólida base de conhecimento e confiança. Um bom gerente de produto é o CEO do produto. Um bom gerente de produto assume total responsabilidade e avalia seu desempenho de acordo com o sucesso do produto. É responsável por criar o produto certo, na hora certa. Um bom gerente de produto conhece o contexto (empresa, receita, concorrência), e assume a responsabilidade de elaborar e executar um plano que dê certo, sem desculpas.

O mau gerente de produto tem muitas desculpas – não há dinheiro suficiente, o CTO é um idiota, o concorrente tem 10 vezes mais desenvolvedores trabalhando nisso, estou com excesso de trabalho, não tenho direção suficiente.

O bom gerente de produto não gasta todo seu tempo com burocracia. Ele não lê todas as minutas da equipe do produto, não micro-gerencia, não é aquele que quebra o galho. Ele não faz parte da equipe do produto, ele gerencia a equipe do produto. As equipes de engenharia não consideram o bom gerente de produto um “recurso de marketing”. O bom gerente de produto é a contrapartida de marketing do gerente de engenharia. O bom gerente de produto define claramente o alvo, o “o que” (em oposição à forma) e gerencia a entrega do “o que”. O mau gerente de produto se sente melhor sobre si mesmo quando descobre o “como”. O bom gerente de produto se comunica de forma perfeita com a engenharia, tanto escrevendo quanto falando. O bom gerente de produto não dá direção de maneira informal. O bom gerente de produto levanta informações de maneira informal.

O bom gerente de produto cria conteúdo, FAQs, apresentações e white papers. O mau gerente de produto reclama que passa o dia inteiro respondendo perguntas para ajudar o time de vendas, e que está atolado de tanto trabalho. O bom gerente de produto antecipa e resolve falhas do produto. O mau gerente de produto apaga incêndios o dia todo. O bom gerente de produto se posiciona em questões importantes (features matadoras, escolhas arquitetônicas difíceis, decisões de produtos complexas, mercados para atacar). O mau gerente de produto expressa sua opinião verbalmente e lamenta que as “autoridades superiores” não permitirão que algo aconteça. Quando o mau gerente de produto falha, ele aponta que já previa que falharia.

O bom gerente de produto faz com que a equipe foque em receita e clientes. O mau gerente de produto direciona a atenção da equipe para o que o concorrente está fazendo. O bom gerente de produto define bons produtos que podem ser executados com um grande esforço. O mau gerente de produto define bons produtos que não podem ser executados ou permite que a engenharia construa o que quiser (ou seja, resolver o problema mais difícil). O bom gerente de produto pensa em fornecer valor superior ao mercado durante a definição do produto, e alcançar metas de participação no mercado e receita durante o planejamento de marketing. O mau gerente de produto fica confuso sobre as diferenças entre entregar valor, diferenciais, preço e ubiquidade.

O bom gerente de produto decompõe os problemas. O mau gerente de produto combina todos os problemas em um.

O bom gerente de produto pensa sobre a história que deseja ser escrita pela imprensa. O mau gerente de produto pensa em abranger todas as características e ser técnico com a imprensa. O bom gerente de produto faz as perguntas à imprensa. O mau gerente de produto responde à qualquer pergunta de imprensa. O bom gerente de produto presume que a imprensa e analistas são realmente inteligentes. O mau gerente de produto acha que a imprensa e os analistas são burros, pois não entendem a diferença entre “java” e “javascript”.

O bom gerente de produto esclarece e explica o óbvio. O mau gerente de produto nunca explica o óbvio. O bom gerente de produto define seu trabalho e seu sucesso. O mau gerente de produto sempre quer ser informado sobre o que fazer.

O bom gerente de produto envia seus relatórios de status a tempo toda semana, porque é disciplinado. O mau gerente de produto esquece de enviar seus relatórios de status a tempo, porque não valoriza a disciplina.

Will Sertório

Will Sertório

Helping companies build better digital products.

Leave a comment

Share

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email