Avalie e desenvolva o seu time corretamente

Avalie e desenvolva o seu time corretamente

Se você é gestor e está buscando uma ferramenta boa para Avaliação de Desempenho, no final do post tem um presente para você!

Já liderei times de produto e outras áreas em diversas empresas nesses mais de 18 anos de carreira. Desde startups até multinacionais, como gestor, o desafio era SEMPRE o mesmo.

Como realizar e organizar diferentes avaliações dos meus colaboradores, para que eu pudesse desenvolvê-los?

Sobre Avaliação de Desempenho

Para isso, preciso falar um pouco sobre avaliação de desempenho, onde o Doutor em psicologia social e de organizações, Antônio Caetano, divide em 4 abordagens centradas: personalidade, comportamentos, comparativa e resultados.

Uma avaliação de desempenho bem realizada e constante, nos entrega mais inputs, para trabalharmos nossos feedbacks como gestores, até mesmo corrigindo e melhorando diversos comportamentos e atitudes na empresa.

Muitas empresas novas de tecnologia, consideram usar OKR (Objective Key Results) para avaliar apenas os resultados, e usam esses dados para realizar um 1:1 com seu colaborador. Mas será que só isso é o suficiente?

Alguns dados

De acordo com a Deloitte, 58% dos executivos acreditam que o atual processo de medição de desempenho não impulsiona o engajamento dos funcionários e o alto desempenho.

Apenas 4% dos gerentes de RH acreditam que seu sistema de avaliação de funcionários é eficiente para medir o desempenho.

62% dos gerentes concordam que as avaliações de desempenho são formas desatualizadas de gerenciar o desempenho.

66% dos funcionários dizem que o processo anual de avaliação de desempenho interfere em sua produtividade.

Benefícios para o Gestor

A Avaliação de Desempenho pode te ajudar a:

  • Identificar necessidades de formação dos avaliados, através de treinamentos internos, cursos e palestras.
  • Ajudar nas decisões e orientação das carreiras de seus colaboradores.
  • Definir substituição, promoção e até demissão de colaboradores.
  • Gestão de recompensas ao colaborador, através de promoções ou de bônus.

Caso queira saber um pouco mais sobre como calcular um bônus por performance, a conta é essa:

explicação: https://www.performance-appraisal.com/bonus.htm

Os 4 tipos de avaliação que valorizo

Avaliação Comportamental — Cada colaborador do mesmo time avalia o outro, julgando seu comportamento perante o time.

Avaliação Técnica — Cada colaborador do mesmo time avalia o outro, julgando suas habilidades técnicas, em cima de 5 critérios: “Aprendizagem auto-motivada”, “Comunicação, “Especifica, organiza e antecipa”, “Ferramentas Técnicas” e “Ideias”.

OBS: Caso você seja um gestor de um time de desenvolvimento, você pode alterar os critérios técnicos para “Ferramentas de desenvolvimento”, “Programação”. O mesmo para outras questões técnicas de Engenharia, Design, Marketing, Sales, etc.

Avaliação do Gestor — O gestor avalia o funcionário quanto a sua performance. Nesse momento, você pode dar uma nota na sua percepção, ou utilizar a média do OKR do profissional.

Auto Avaliação — O próprio colaborador se avalia, em cima de 8 critérios: Entrega, Protagonismo, Adaptabilidade, Diálogo, Colaboração, Desenvolvimento, Liderança e Planejamento.

Essas avaliações me darão informações complementares, para debater com cada pessoa que faz parte do meu time. Analisando não só o aspecto humano, como técnico, de entrega, e como o time observa essa pessoa.

One On One (1:1)

O meu One on One com os colaboradores, é marcado de 2 em 2 meses, com tempo máximo de 30 minutos.

Essa conversa tem como foco:

  • Debater as avaliações
  • Performance
  • Postura
  • Evolução Profissional
  • Problemas
  • Expectativas
  • Próximos passos

Essas conversas geralmente possuem 70% do tempo com o liderado falando, e o restante apenas com o líder falando. E o resultado chega, pois segundo estudos da Gallup, 44% dos colaboradores são mais engajados com a empresa quando fazem reuniões regulares com seus líderes.

Essas conversas me geram mais dois inputs para serem anotados: Pontos fortes e Pontos fracos analisados que precisam ser trabalhados ou potencializados no próximo bimestre, e qual o objetivo da pessoa para ir para o próximo nível em sua carreira.

Como organizar e documentar essa bagunça?

Quem me conhece, sabe que eu sou viciado em documentação. Por isso, foi um grande desafio pensar em unir todas essas informações de forma simples e organizada. Então até fim de 2018 eu colocava tudo em planilhas, mas sentia que aquilo não estava potencializando o meu trabalho, assim migrei para o AirTable.

A curva de aprendizado não foi muito fácil, mas com ajuda de imensos vídeos e áudios do Zeno Rocha e sugestões do Ian Romano, além de alguns dias criando os relacionamentos dos dados junto com o Giovanni Keppelen, conseguimos concluir nosso objetivo.

Com o Airtable, conseguimos criar tabelas diferentes, com um interessante relacionamento, não só visual, como também automatizado. O resultado você confere abaixo:


Nota Comportamental

Avaliação do Gestor

Nota Técnica

Auto Avaliação

Visão das pessoas da empresa, ou do seu time

Visão Geral de Desempenho

O interessante é que não precisamos colher essas avaliações dos colaboradores na reunião 1:1, nem mesmo utilizar uma integração com G Forms ou Typeform. O próprio Airtable permite enviar a tabela para preenchimento em formato de formulário para quem você quiser.


Você quer ter acesso a esse modelo, para avaliar de forma mais centralizada seu time? Basta clicar aqui, duplicar a base e customizar do seu jeito.

Se você gostou, compartilhe esse artigo com outros amigos e líderes de times. Seus colaboradores e amigos agradecerão.

Bernard De Luna

Bernard De Luna

Sr. Product Manager at Liferay Inc., CPO at Buky Inc. e Criador do Curso de Produtos Incríveis

Leave a comment

Share

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email