Analisando o IPO do PagSeguro — US$ 2,3 bi na NYSE

pagseguro

Estudando/analisando IPO do PagSeguro

No ano passado, publiquei por aqui uma análise do IPO da Netshoes. O conteúdo foi super abraçado pela comunidade e rendeu ótimos comentários. Em Dezembro/2017 o PagSeguro publicou o seu prospecto do IPO para captar $ 100m (valor preliminar) na NYSEe e dia 24/01 o PAGS levantou cerca de US$ 2,2 bilhões com 105,4 milhões de ações. Confira minha análise pré e pós IPO!

Enter SEC FILLING F-1:

Como falei no post da Netshoes, o formulário F-1 é destinado a empresas privadas estrangeiras, enquanto o S-1 é para empresas Americanas. O formulário foi publicado hoje e assinado pelos bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley. Confira o form F1 aqui, você não vai se arrepender!

Sobre o PagSeguro:

O PagSeguro foi lançado em 2006 como um meio de pagamento digital e em 2013 expandiu para o mercado de POS (ponto de venda) com a Moderninha (falei sobre isso no artigo anterior). Pontos chave do form:

  • 2.450 milhões de vendedores utilizando a plataforma;
  • TPV (Total Payments Volume) de R$ 24.8 bilhões nos primeiros 9 meses de 2017, com um crescimento médio de 125,1%, considerando o mesmo período de 2015;
  • Gasto médio por vendedor de R$15.190 nos primeiros 9 meses de 2017;
  • Total revenue nos primeiros 9 meses de 2017 de R$ 1,69 bilhões, crescendo quase 70% ano a ano.

Oportunidade de Mercado

Nesta sessão, o PagSeguro discorre sobre o mercado local e suas particularidades.

  • A penetração de pagamentos digitais ainda é pequena e apenas 59% da população brasileira com mais de 15 anos já fez ou recebeu um pagamento online, comparado a 92% no mercado americano;
  • O volume de transações no e-commerce, cresceu para R$ 44.4 bi em 2016 saindo de R$ 18.7 bi em 2011;
  • O Brasil é a quarta maior audiência mobile mundial, com 139 milhões de usuários. A penetração de é de 58%, comparada a 82% nos EUA;
  • Apenas em 2016, a penetração do acesso bancário digital cresceu 96% e 34% dos acessos já são mobile;
  • Microempreendedores e pequenas e médias empresas representam 99% das 12 milhões de empresas do Brasil, totalizando R$ 1.8b em pagamentos por ano, nas áreas de professional and technical services, textiles and transportation.
  • O ciclo de recebimentos dos vendedores em Brasil para transações de cartões de crédito é de 30 dias e o mercado oferece muitas opções de parcelamento, dificultando o recebimento dos vendedores. O PagSeguro encurta estes ciclos oferecendo diversas opções de recebimentos mais rápidos para seus vendedores.

Ecossistema:

PagSeguro Workflow
  • Carteira virtual gratuita;
  • Adiantamento de recebíveis;
  • Transferências e envios de pagamentos online/bancários;
  • Conta digital gratuita para vendedores e compradores gerenciarem todas as suas transações na plataforma.
$ in $ out!

Métricas financeiras da empresa

Receitas:

  • 2014 — R$ 325.8 milhões
  • 2015 —R$ 674.9 milhões
  • 2016 — R$ 1,138 bilhões
  • 2017– R$ 1,692.3 bilhões (apenas primeiros 9 meses)

EBITDA:

  • 2014 — R$ 36.2 milhões
  • 2015 — R$ 40.3 milhões
  • 2016 — R$ 155.4 milhões

Lucro Líquido:

  • 2014 — R$ 37.2 milhões
  • 2015 — R$ 35.5 milhões
  • 2016 — R$ 127.8 milhões

Métricas operacionais

Total de vendedores Ativos

  • 2014– 463k
  • 2015–874k
  • 2016–1398k

TPV (Total de transações)

  • 2014–R$3.7b
  • 2015–R$ 7.4b
  • 2016– R$ 14.1b

Gasto médio por Vendedor:

  • 2014– R$10,449
  • 2015–R$11,047
  • 2016–R$12,404

Quadro Executivo

  • Luis Frias — Principal Executive Officer ;
  • Eduardo Alcaro — Chief Financial and Investor Relations Officer, Chief Accounting Officer and Director;
  • Ricardo Dutra da Silva — Executive Officer and Director;
  • Maria Judith de Brito — Director;

Estrutura da Empresa

This is how it works 😉

Riscos do negócio

Separei apenas os mais relevantes, dado que, por padrão, os SEC fillings tendem a agregar muitos fatores externos e padrões da indústria de tecnologia, como falhas de datacenters, imprevistos climáticos, etc.

  • Integração de sistemas diversos dos merchants;
  • Restrições/regulações governamentais;
  • Prevenção contra fraudes;
  • Negócio dependente do crescimento do ecommerce no Brasil;
  • Fabricação de hardware por terceiros/fornecedores diversos;
  • Dependência de provedores de cartões de crédito;
  • Incerteza econômica/inflação do mercado brasileiro.
IT’S RAINING $$!

Edit 1: Os Termos do IPO

No dia 12/01/2018 saíram os termos do IPO da PAGS.

Serão ofertadas 140,91 milhões de ações no total, divididas em ações oferecidas na oferta primária (92,1 milhões) e ações pertencentes à UOL (48,81 milhões). As ações serão negociadas com um preço indicativo entre US$ 17,50 e US$ 20,50.

Com esses números, algo em torno de US$ 1.7 bilhão de dólares vai entrar para o caixa da empresa. É muita grana! O PagSeguro deixou claro que grande parte desse dinheiro será alocado em M&A’s futuros.

Quem será que vai receber esses emails? 😉

Edit 2: Os TERMOS REAIS do IPO da PAGS

Em 12/01 saíram os termos do IPO da PagSeguro. Mas ontem (23/01/2018) e hoje (24/01/2018) TUDO MUDOU!

Aparentemente os investidores estavam achando o IPO muito barato (segundo essa notícia). A conta é simples: a PagSeguro cresce mais que a Cielo anualmente, mas estava negociando suas ações de 2019 com o mesmo múltiplo (algo em torno de 17x) da adquirente.

E hoje o IPO saiu de fato! Com o maior processo de abertura de ações de uma empresa brasileira, o IPO do PagSeguro levantou cerca de US$ 2,3 bilhões, com as ações ofertadas a US$ 21,50 (acima dos US$ 20,50 estipulados, lembrando que o mínimo era de US$ 17,50).

A cotação saltou mais de 35% e as ações fecharam em US$ 29,20. A primeiras foram negociadas a US$ 28,20 e o pico aconteceu a US$ 29,49. Pelo menos US$ 2,3 bilhões foram levantados.

Go PAGS!

A oferta final foi cerca de 10x maior que a oferta inicial. Foram negociadas 105,4 milhões de ações (contra as 140,91 milhões divulgadas previamente), sendo 50,9 milhões novas ações e 54,5 milhões de ações ofertadas pela UOL.

A demanda por ações foi tão alta, que os coordenadores do IPO da PagSeguro elevaram a oferta em 35%. Para isso, eles usaram o exercício de opções disponíveis para que a empresa e seus acionistas vendessem ações adicionais.

Os rumores eram de que os bancos aumentariam o topo da faixa das ações em cerca de 20%. Na prática, esse aumento foi de ~5% (20,50 *1,05 = 21,525) na abertura e de 35,8% no final do dia, como vimos anteriormente.

Esse teto coloca o PAGS com um valor de mercado próximo aos US$ 7 bilhões (R$ 23,1 bilhões considerando o dólar a R$ 3,30). Próximo de um terço do valor de mercado da Cielo (que tem 50% do mercado contra 3% da PagSeguro).

Edit 3: A reviravolta inesperada para a Cielo

Para muitos um IPO da PagSeguro seria uma ameaça para a Cielo. Afinal, uma empresa com 3% do mercado (contra 50% da CIEL3) deixaria os investidores em dúvida, certo? Errado!

Aparentemente os investidores estão ainda mais animados em investir na Cielo (segundo essa notícia). O motivo é simples: com o PAGS captando quase 7 bilhões de dólares em um IPO, a Cielo passa a parecer “barata” para fundos de investimento. A CIEL3 é considerada a quarta melhor ação da Ibovespa (Jan/2018) e teve ganhos de 15,86% em Janeiro.

Além disso, a recente aquisição de 70% da Stelo, por R$ 87,5 milhões, deu 100% de controle da empresa à Cielo. Essa aquisição é um movimento claro em direção ao mercado das “maquininhas”.

Edit 4: PAGS anuncia uma oferta follow-on de US$ 1,2 bi!

O último move do PAGS surpreendeu o mercado: vão fazer uma oferta follow-on de US$ 1,2bi. O Credit Suisse rebaixou sua recomendação de “neutro” para “venda” alegando que o baixo alinhamento de interesses econômicos entre a empresa e seus acionistas é um problema.

No total, cerca de 32 milhões de ações serão comercializadas — 11,5 emitidas pelo PagSeguro e 21,45 vendidas pela UOL. A expectativa é que o preço-alvo das ações seja em torno de $27, mais baixo que os $32 estimados.

E agora? O que o futuro espera para o PAGS?

Notas finais

O PagSeguro é um monstro do mercado de pagamentos nacional e é muito empolgante ver mais um IPO brasileiro. Ele é claramente o líder do mercado e os números estão aí para provar. Estamos torcendo por ele, como pode ser visto no gráfico abaixo e no meu estudo do post anterior.

a clear winner!

Parabéns a toda a equipe do PagSeguro e parabéns pelo IPO!

E você, o que achou do IPO do PAGS? Não deixe de comentar!


Se você curtiu este artigo, ajude a espalhá-lo com vários ! Acompanhe o conteúdo que compartilhamos por aqui seguindo a publicação e assinando a newsletter do SaaSholic. Quer contribuir com conteúdos sobre SaaS? Let’s do it! 😉

Diego Gomes

Diego Gomes

Learning by doing! And always doing a lot of stuff ;) @rockcontent @saasholic

Leave a comment

Share

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email